sexta-feira, 19 de agosto de 2011

INSTITUTO VIDA ATIVA

O Instituto vida ativa, desenvolve o programa bote verde no sertão. o objetivo é recuperar a caatinga e ampliar as áreas verdes. nesses dez anos de atuação o Instituto Vida Ativa já distribuiu gratuitamente mais de 500 mil mudas de especies.
A distribuição é feita no período de maio ao final de julho, época mais chuvosa da região.
O Vida Ativa ampliou sua área de atuação e tem produzido tambem mudas de outros biomas além da caatinga.
São parceiros do vida ativa beneficiados com a doação das mudas, diversas prefeituras de Sergipe e Alagoas, secretarias de estado, assentamentos do MST, e pessoas físicas interresadas em promover a arborização e o reflorestamento inclusive de áreas degradadas, somente a prefeitura de Aracaju recebeu este ano cerca de 10 mil mudas, de espécies frutíferas e da mata atlantica.
Este ano o Instituto participou do programa CARBONO ZERO lançado pela Superitendencia da polícia federal com a doação de 500 mudas.
Em parceria com a DESO o Vida Ativa participou do reflorestamento de uma área da barraggem do Poxim em São Cristóvão. Foram plantadas mais de 3 mil mudas.
Eem diversas ruas e avenidas de Aracaju crescem agora craibeiras todas pelo Vida Ativa nos últimos 6 anos.São Cristóvão mais de 3 mil. tambem o parque Augusto Franco, uma das maiores áreas verdes da capital sergipana, recebe mudas do Instituto.
Em canindé, em parceria com grupos ambientalistas trilheiros e a prefeitura, foi replantado este ano com espécies da caatinga, o morro da cruzeiro, devastado por um incendio florestal no mês de novembro do passado.
Em 2011, o Instituto Vida Ativa lançou uma campanha para estimular o plantio de jaqueiras, aquelas grandes árvores que produzem um excelente e exótico fruto, estão sendo abatidos em sergipe, porque a sua madeira é valiosa e muito disputada para a construção naval e de móveis.
O Instituto Vida Ativa conseguiu produzir mais de 8 mil mudas de jaqueiras, As sementes são obtidas em Aracaju, com vendedores de bagos de jaca. Quando eles abrem as jagas e descaroçam os bagos, recolhem as sementes em recipientes que o Instituto coloca nos pontos de venda. A colaboração dos vendedores de jaca tem sido fundamental, da mesma forma que a de dezenas de voluntários que em canindé do São Francisco e Poço Redondo, recolhem sementes usadas no plantio das mudas, que é feito num pomar em torno do local onde está instalada a rádio XINGÓ FM em canindé do São Francisco, Sergipe.

Este ano, com a enfase dada ao plantio da jaqueira, a esperança é que seja em parte compensada a devasatação que ja foi feita.
O Instituto Vida Ativa instala tambem bibliotecas em áreas carentes, com a colaboração de dezenas de pessoas que fazem doação de livros.
Qualquer pessoa interresada em mudas de plantas, desde que se comprometa a efetivamente plantá-las  e não as utilize para fins lucrativos, poderá receber a muda na rádio XINGÓ FM, em Canindé do São Francisco.
O mesmo em relação a formação de bibliotecas populares.




Um comentário:

  1. Dr.Luiz Eduardo e Dra. Eliane,parabéns por esta iniciativa,nóis que somos do sertão precisamos olhar pelo nosso verde,precisamos preservar o que ainda nos resta,o qque a nóis pertence,eu sou um dos membros da ONG:Amigos do Velho Chico,trabalhamos pela preservação do Meio Ambiente,eu;Prof.Aldenor,Luizinho de Mariete,Mariete e outros,nóis juntamos nossas forças e juntos aprendemos a preservar o Meio Ambiente,o homem está acabando com as matas ciliares que protege todo o percusso do Rio São Francisco,por isso é que estamos juntos nesta caminhada,ensinando ao povo do sertão a preservar mais,indo a Prainha Beira Rio e tudo o que consumir não jogar e sim colocar nos lixeiros que a Prefeitura dispõe,sempre lá na prainha terá um dos membros para dialogar com a população.Vamos juntos medir nossas forças e melhorar esta nossa caatinga.Onosso sertão precisa de pessoas como voçês para melhorar o nosso cotidiano.Feliz Dia das Mães Dra.ELIANE.

    ResponderExcluir